Ambiente Hospitalar

SCIH - Serviço de Controle de Infecção Hospitalar

Antes de programar sua visita, confira algumas recomendações do Serviço de Controle de Infecção e da equipe assistencial do Hospital Regina:

1.  A pele coloniza 62.500 germes por cm2. Por isso o primeiro passo ao entrar no quarto do paciente é higienizar as mãos. O uso do álcool gel para desinfecção após lavagem é muito importante. Evite utilizar adornos, como anéis, aliança, relógio e pulseiras.

2. Não toque nos equipamentos hospitalares, medicamentos e outros dispositivos;

3. Não sente na cama do paciente, nem coloque bolsas e sacolas sobre o leito;

4. Não é recomendado que o visitante utilize o banheiro do quarto do paciente. Se precisar, use o sanitário próprio para os visitantes, localizado nos corredores do Hospital;

5. Evite trazer crianças e idosos para a visita hospitalar, exceto em casos recomendados para benefício do paciente.

6. Respeite sempre o horário de visita. A duração depende da intimidade com o paciente e do momento que ele está passando.

7. Antes da visita, é de bom tom avisar o acompanhante e checar com ele o horário mais conveniente. Lembre que o paciente pode ter acabado de sair de um exame exaustivo ou de um procedimento doloroso e pode estar precisando repousar;

8. Se for acompanhante do paciente, é permitido direcionar e restringir o número de visitas, caso ele tenha acabado de sair da UTI, esteja com a imunidade muito baixa ou com limitações para receber muitas pessoas no quarto;

9. Se a visita for motivada pela chegada de um bebê, é recomendado que apenas familiares e amigos mais próximos realizem visitas à maternidade até que ele complete o primeiro ciclo de vacinas;

10. Jamais leve comida ao paciente, pois ele pode ter alguma restrição nutricional. A indicação evita possíveis desencadeamentos de uma infecção gastrointestinal no paciente, por ser desconhecida a origem do alimento e como foi armazenado e preparado;

11. Evite usar perfumes durante a visita. Eles podem provocar alergias ou enjôo ao paciente;

12. Presentear o doente é um gesto delicado. Porém, não é aconselhado presentes como plantas e flores por serem grandes fontes de germes. A medida evita o risco de transmissão de doenças e processos alérgicos, principalmente a pacientes em isolamento e imunossuprimidos. Na UTI e TMO não é autorizada a entrada de flores.

Evite

- Sentar na cama ou cadeira do paciente;
- Emprestar seus pertences como: toalha, sabonete, escova, entre outros;
- Trazer de sua casa travesseiros, cobertores e etc;
- Fumar em todas as dependências do Hospital;
- Deitar no chão, devido maior concentração de germes patogênicos neste local. 

Não é permitido

Cobertores e Objetos Pessoais

Objetos compartilhados com os pacientes podem ser fonte de transmissão de bactérias, vírus e ácaros.

Chimarrão

Por ser compartilhado, o chimarrão pode transmitir doenças como gripes e outras viroses. Além disso, alguns componentes da erva-mate podem interagir com a medicação, podendo interferir em seu efeito. Em algumas doenças, também é necessário controlar a ingestão de líquidos.

Silêncio

O silêncio é parte do tratamento. Por isso, devemos manter um tom de voz baixo e adequado ao ambiente, evitar calçados que façam barulhos e manter aparelhos eletrônicos no silencioso.

Ambiente Hospitalar

Segurança do Paciente

O Hospital Regina possui um enorme cuidado com a segurança do paciente. Através do Grupo de Gestão de Risco trabalha de forma multidisciplinar para a redução dos riscos e danos desnecessários associados à assistência em saúde. O Grupo desenvolve ações diretamente ligadas as seis metas internacionais de segurança do paciente, que são:

Meta 1 | Identificação Correta do Paciente
Meta 2 | Comunicação Efetiva
Meta 3 | Medicamentos de Alta vigilância
Meta 4 | Cirurgia Segura
Meta 5 | Lavagem de Mãos
Meta 6 | Risco de Queda

CONTATO

Envie sua mensagem

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.